Síndrome da pressa: um alerta nos dias atuais
20/08/2014

Que o estresse é um mal comum entre boa parte da população todo mundo sabe. Mas dados divulgados pelo Isma-Brasil (International Stress Management Association) mostram que o cenário é pior do que se imagina. Pesquisas da entidade revelaram que 70% dos brasileiros economicamente ativos sofrem de estresse. E mais: estudos científicos apontam que 60% das doenças são determinadas pelo nível de estresse e estilo de vida das pessoas.

Encarado como sintoma da vida moderna, o estresse está diretamente relacionado com uma série de doenças, inclusive com a Síndrome da Pressa. Quem tem este problema, não costuma refletir se tem um comportamento normal. Aceita a necessidade de fazer tudo muito rápido como uma exigência do mundo moderno. Mas os médicos alertam que esse quadro de ansiedade constante pode se transformar em doença, que já atinge 30% dos trabalhadores brasileiros.

Alguns sinais ajudam a identificar a síndrome: demonstra impaciência e pouco interesse pelo que os outros falam, interrompe sempre a conversa, assume muitos compromissos ao mesmo tempo, sente-se culpado quando não está produzindo algo, demonstra intolerância com quem tem um ritmo mais lento, costuma ter ausência de lazer nos fins de semana e segura objetos com força excessiva.

“O indivíduo ansioso vive em posição de alerta físico e psíquico. O reflexo em seu corpo se revela em dilatação das pupilas, aceleração do coração, divergência do sangue para musculatura voluntária, aumento da glicose circulante e até mesmo dilata os brônquios. Ser um apressado compulsivo aumenta o risco de infarto, úlceras, gastrites e pode prejudicar, consideravelmente, as relações pessoais”, explica da neurologista Andrea Bacelar, vice-presidente da Associação Brasileira do Sono.

Este distúrbio também apresenta sintomas físicos como hipertensão, problemas cardiovasculares, dores musculares difusas e distúrbios do sono por apresentarem um estado de hiperalerta; emocionais, a sensação de angústia e ansiedade; e comportamentais, que se reflete num abuso do álcool, cafeínas e excitantes do sistema nervoso central.

Em algumas multinacionais observou-se que os empregados tipo workaholic - antes considerados os melhores por trabalharem mais, produzirem mais, dando um retorno mais rápido para as empresas – acabaram em médio prazo sendo os que apresentavam mais doenças, além de aumentarem a margem de erros nas execuções das funções pelo grau de exaustão a que eles se submetem.

- Com isto, este paradigma mudou e, pelo contrário, hoje acrescenta-se no dia de muitas empresas horários de relaxamento, atividade física e a obrigatoriedade do funcionário a gozar suas férias, medida fundamental para restabelecer o equilíbrio mente-corpo – acrescenta a neurologista.

Para Andrea, o tratamento mais indicado é diminuir a velocidade do corpo, preocupando-se em dividir melhor o tempo. Agregar atividades físicas à rotina, selecionando as atividades e espaçando o tempo entre uma e outra também ajuda.

Algumas ideias simples podem ajudar a evitar a doença: planejar e organizar a agenda com antecedência, estabelecer prioridades, adiar o que não for urgente, aprender a dizer não, acordar meia hora mais cedo, diminuir o tempo que passa assistindo televisão, tirar o telefone do gancho quando não desejar ser incomodado e deixar de usar o relógio durante um dia da semana.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href=" title="> <abbr title="> <acronym title="> <b> <blockquote cite="> <cite> <code> <del datetime="> <em> <i> <q cite="> <strike> <strong>

Clínica Bacelar © 2014 | Todos os Direitos Reservados

Sua mensagem foi enviada com sucesso!

Em breve entraremos em contato diretamente em seu e-mail, ou através do telefone de contato informado.

Obrigado pela preferência!

Atenciosamente,
Equipe Clínica Bacelar

Dados inválidos. Por favor, tente novamente.

Solicitação de Contato

Não conseguiu contato via telefone?
Deixe seus dados que retornaremos assim que possível:



Obrigado! :)

Mensagem enviada com sucesso!

Em breve faremos contato.

Atenciosamente,
Equipe Bacelar

x